Metas 2018 #Sabrinice20

26 de dez de 2017

Dezembro é o mês em que ao mesmo tempo olhamos muito para o passado e para o futuro. A gente fica nostálgico, por vezes arrependido, achando que poderia ter feito mais ou melhor. A gente também fica animado pra fazer diferente no ano seguinte e colocar os novos planos em ação, ter um ano bom. O clima de fim de ciclo e recomeço contagia todo mundo. E é minha época do ano preferida.

Decidi falar de metas porque esse é um costume de final de ano. Eu mesma sempre faço uma listinha de metas, mas antes de você fazer a sua eu te convido a refletir um pouquinho comigo. E mesmo que você já tenha feito, ainda é tempo de mudar algumas.

Como eu disse é época de passado e futuro se misturarem. De passado eu posso dizer que esse ano aprendi muito sobre a importância que eu dou às coisas, por exemplo: roupas. Eu sempre me importei muito com roupa, em ter variedade de peças, etc. Mas ai eu me peguei analisando meu guarda-roupa e percebi que tinha mais roupas que eu precisava. Que eu tinha roupas que não combinavam comigo só pra ser um número a mais de peça no guarda roupa. E para o futuro eu decidi que não faria mais isso. Nem com roupas, nem com mais nada material. Vou comprar o que eu preciso de verdade e fim.

Agora voltamos para as suas metas. As metas que você fez, você precisa delas? A sua meta é comprar um iphone? Se sim, pra quê? Você vai utilizar de todos os recursos desse celular que é tão caro ou só quer comprar pra mostrar para as pessoas que você tem esse celular? A sua meta é emagrecer? Se sim, pra quê? Porque as pessoas ficam dizendo que você está gordo/a? Ou porque você foi num nutricionista e ele disse que tem alguma coisa na sua alimentação que poderia melhorar e essa melhora refletiria no seu peso?

Metas materiais são importantes, assim como metas estéticas (como emagrecer ou deixar o cabelo crescer). Mas metas que vão te enriquecer interiormente também são muito importantes. Metas que façam você crescer como ser humano e caminhar na direção de ser alguém melhor. Isso faz com que você conheça a si mesmo também. E com isso saiba definir cada vez mais fácil o que é melhor para você, o que é certo para você e não ficar perdendo tempo com metas que só são baseadas em ego e aparências.

Não sou a Dona da Verdade, nem pretendo ser. Não quero com esse texto dizer o jeito certo ou errado de viver, é apenas uma reflexão. 
Me segue no instagram que eu fico lá falando essas doideiras também: @sabrinandoblog.


Obrigada por me ler e Feliz Ano Novo!

Por: Sabrina Lima