23 de nov de 2017

Escolha ser pego

Ela não vai fingir pra você que é santa. Ela não gosta de tentar ser o que não é. Se tem algo que ela se orgulha é de gostar de ser direta. Caso não goste meu amor, pode ir embora. Só por favor: feche a porta quando sair.

Ela não quebra, por mais que alguns nos chamem de sexo frágil, eles estão errados. Mulheres aguentam sim. Por isso eu digo: se ela permitir, pode. Se ela deixar, pode jogar na parede, pode dar amasso, pôr de quatro e dar tapa na cara. E se ela não for santa, nem quiser ser, agradeça e saboreie a delícia de ter essa mulher. Mas saiba que ela só será sua apenas pelo tempo que ela permitir.

Ela quer que você a beije com vontade, sem esse cuidado todo, sem esse medo de "se eu fizer será que ela vai gostar?". Ela não gosta de medo e não suporta insegurança. Tente, descubra e prove que nesses poucos metros quadrados de colchão você é diferente dos outros. Para ela é isso que me importa no momento. Amanhã vocês decidem se tem futuro, ou não.

Eu sei que você não esperava. Claro que não esperava. Estava acostumado com mulheres inseguras e achava que nunca seria a caça de ninguém, mas foi e gostou de ser. Admite que gostou de ser o procurado e gostou de não ter controle da situação. Você achava bacana ser conquistador, até ser conquistado por ela. Além disso ainda ficou esperando a ligação no dia seguinte.

Ela não apareceu na sua vida pra ficar, ela não surgiu pra ser a mulher dos seus sonhos e viver um grande amor e blábláblá. Não que ela não queira isso com ninguém, só não quis com você. Mas algo ficou desse encontro: a visão que você tinha das mulheres. Você mudou de ideia e mudou a forma como as enxerga. Essa mulher te deixou com vontade de se apaixonar, de ter alguém a quem pertencer (ora no sentido figurado, ora no literal).

Ela te deixou com o famoso gostinho-de-quero-mais. Você não teve e foi buscar em outras bocas a saudade dela. Mas não se preocupe, existe muita gente por ai. Nenhuma igual a ela e essa é a sua sorte, poder se deliciar com diferentes tipos de mulher sendo todas, sem exceção, dignas de uma boa aventura.

Por: Sabrina M. Lima