3 de nov de 2017

Conta pra ela



Fala pra ela que você gosta dela. Fala que aquele dia, aquela mensagem e aquela desculpa de estar bêbado era mentira. Bêbado de quê? Nem de sono você poderia alegar. Vai ver ela já sabe, mas ainda está com o pé atrás. Vai ver ela já se magoou muito nessa vida e ficou com medo de ser quem dá o primeiro passo. Então dessa vez dê você.

Não vem dizer que o mundo está moderno e as mulheres também precisam ter iniciativa agora. Elas devem ter se elas quiserem ficar com alguém e se estiverem afim de tomar iniciativa. Se você está afim, faça o mesmo: chega nela! Não perde tempo.

Eu sei que dá um medo, eu sei que ela pode parecer assustadora, mas olha bem e vê o que eu vejo. Olha aquela boca pequena, os lábios fininhos e a pinta em cima da sobrancelha. Olha pra esses olhos gordinhos e as maçãs do rosto protuberantes. Vê que essa menina não é tão menina assim. Tenta perceber nos olhos dela esses vinte e tantos anos que, apesar das tentativas, não tiraram o brilho dela.

Tá vendo esse cabelo curtinho? Essa nuca de fora? E essas orelhas rosas? Se você não chegar nela vai se arrepender, porque é óbvio que alguém o fará. Sabe o que vai acontecer? Ela vai se apaixonar, o cara vai trazer chocolates, vai ser o melhor amigo dela, o porto seguro, o cara que ela sonhou pra ter uma casinha lá em Petrópolis com quem ela vai esquentar os pés de noite. E você, advinha? Sem ela.

Você vai ficar ai se arrependendo de todas as oportunidades que perdeu. Por medo, por orgulho, por qualquer coisa que seja que te fez ser covarde. Eu nem entendo porque é preciso bravura pra se apaixonar. Se amar é morrer de amor e continuar vivendo, então se afoga logo, porra!

Eu tô avisando. Levanta dessa cadeira, larga esse celular, corre pra ela e banca o maluco de filme. Grita que você gosta dela e que tá o tempo todo pensando nela. Se você não contar eu tô avisando: eu conto.

Por: Sabrina M. Lima