14 de mar de 2017

Espero que você esteja bem


Essa noite eu cheguei e você não estava lá. Há muito tempo você não estava lá. E agora a sua presença se foi de verdade.

Demorei muito tempo pra entender que você sentia pena de mim, pena de me deixar, pois eu fui a sua maior companheira. Sim, eu estive ao seu lado quando ninguém mais esteve e todos aqueles clichês. Pois é, eu segurei sua mão, eu te dei colo e não me arrependo. Não fiz nada por obrigação, não fiz esperando nada em troca. Por isso você não precisava sentir que me devia algo. Talvez a única coisa que você me devia era a verdade e essa demorou muito pra vir.

Quando eu contei sobre o nosso término minha mãe quase teve um treco. Ela  começou a jogar todas as coisas na minha cara. "Mas você fez muito por ele! Como ele pôde?". Eu disse "podendo" e ri. Sim! Eu ri! Ela lembrou de quando eu voltei correndo de São Paulo até aqui porque você tinha batido o carro e não tinha ninguém. A passagem foi o triplo, mas tudo bem eu te vi e fiquei com você. Minha mãe não entendeu minha calma. Muita gente não entendeu minha calma. Até eu demorei a entender minha calma.

Não foi de repente que tudo aconteceu. Fomos terminando aos poucos sem que eu percebesse. A minha tranquilidade era minha única reação possível pra algo que já estava tão morno. A raiva veio em alguns poucos momentos. Foi difícil pensar tantas vezes "o que foi que eu fiz de errado", tentando entender o motivo, exatamente onde foi o erro. Quando eu desisti de encontrar a calma veio e ficou. Não teve erro, não tinha nada que eu pudesse fazer. Você me afastou e a minha única opção era aceitar, virar e caminhar no sentido oposto ao seu. E assim o fiz.

Você fez muito por mim também! Pra alguém chegar perto do que você foi pra mim vai ter que seguir os conselhos de Sandy e Junior e "rebolar" porque olha... Mas isso é normal não? Ouvi os outros jogando tudo isso em mim como se fosse o maior erro da minha vida ter me doado por alguém que não ficou comigo para sempre. Não foi um crime. Ter me doado foi a coisa certa a fazer, foi o que me permitiu viver tudo o que vivi com você, foi o que fez ser ótimo durante tanto tempo! Assim como você se doou por mim também e nós construímos uma história tão linda juntos que estou aqui falando dela.

Eu sei que agora acabou e ainda bem que acabou. Imagino como você deveria estar antes de terminar e o quanto você devia estar se culpando. Queria dizer que tá tudo bem. Eu estou bem, eu superei rápido e eu lembro de tudo que foi bom. Tudo mesmo. Não me arrependo de ter feito tudo aquilo que eu queria fazer só porque no final nós seguimos separados. Não vou dizer que não foi "para sempre" só porque nos separamos antes de morrer. Não gostaria que você acredite ter uma dívida comigo só porque eu fui boa. Vou continuar sendo boa no meu próximo relacionamento e me entregar a quem eu desejar. Tudo isso não vai me traumatizar porque se eu sofrer de novo vai passar. Sempre vai passar.

Essa noite eu cheguei e você não estava lá presencialmente, mas você estava nas memórias que eu guardo. Tinha outra pessoa lá e ele sorria. Ele não te conheceu, mas os caminhos que tracei foram, de uma forma ou de outra, o que me trouxeram até esse novo alguém. Talvez a nossa dívida um com outro seja justamente o presente do fim, que nos abriu portas e construiu pontes até outras felicidades com novos "alguéns". Obrigada de novo, eu estou bem e espero, sinceramente, que você também.

Ah e se você queria saber as respostas daquelas perguntas eu te respondo agora: sim, sim, sim, sim, AÍ SIM!