26 de dez de 2016

Já foi amor



Eu escrevi textos, eu fiz declarações, arrisquei poesias amadoras e entreguei algumas dezenas de cartas nesses anos juntos. Foram muitos afinal, muito mais do que eu esperava e muito mais do que eu passei em outros relacionamentos. E além de te dar arte eu dei amor, eu dei cuidado, carinho e todas aquelas coisas que os casais apaixonados fazem depois que a paixão acaba, porque ela acaba. Todo esse tempo foi incrível, mas ele também acabou, assim como o cuidado e o carinho tiveram que acabar. Até o amor teve que acabar e tá tudo bem.

Quando se tem um relacionamento longo é normal perceber as fases. Em algumas há mais paixão, mais fogo, mais vontade. Em outras é mais calmaria, menos brigas, mais companheirismo. Tudo isso faz parte e é imprescindível. Nós tivemos, lembra? Não adianta negar. Não adianta dizer que "sou só um episódio que você quer esquecer" ou que sou uma "página virada" na sua vida. Por que virar se você pode ler de novo pra não fazer igual? Eu sei que errei, mas você também. Fazemos isso todo dia.

Foi difícil ouvir amigos me dizendo que você não queria mais saber de mim. Tudo bem, terminamos, foi ruim. Eu sei! Eu estava lá também! Mas entenda eu não quero jogar tudo fora. Apertar o "reset" e esquecer tudo aquilo que vivemos apenas porque não durou até a morte. Foi eterno mesmo durando menos. Foi incrível mesmo com um final doloroso. A gente se amou. Não amou? Por que você nega? Então todas as vezes que me disse "eu te amo" eram mentira? E todas as vezes que eu fui o único ao seu lado foram em vão? Fui apenas uma pessoa em meio a tantas que te serviram de alguma forma e que agora não servem mais?

Eu te amei. Isso mesmo, sem nenhum medo eu afirmo que amei. Ao contrário da Joelma, eu acredito que pode ser amor mesmo quando acaba. Quem a gente ama tem uma facilidade imensa de nos fazer chorar. Eu pedi desculpas pelos meus erros e não quero carrega-los numa mala pra onde eu for. Também não quero dizer que você "não foi nada" mesmo depois de tantos anos juntos. Dividindo a conta, dividindo a cama, dividindo a vida.

Como eu disse a paixão acaba sim. Com o fim as outras coisas também vão sendo obrigadas a acabar. Mas não é porque acabam que nunca existiram. Nossa vida tem um fim e não é por isso que não existimos. As pessoas vão lembrar de nós. Eu vou lembrar de você e do que eu aprendi com você. Só que agora eu não te amo mais. É bem mais simples se olhar dessa maneira.