5 de ago de 2016

Não se iluda não menina



Você menina precisa aprender que deve ser feliz porque você quer ser feliz e não para que os outros a vejam feliz.

Queria voltar no tempo e descobrir quem foi que disse que precisamos viver para os outros? Ser bonito para os outros, vestir-se bem para os outros, estar bem para os outros etc. Se eu conseguisse corrigir esse ser, faria. Mas acredito que não será possível. Então tento fazer o meu dever como terráquea por aqui mesmo nesse meu pequenino espaço.

Deixa eu te dizer uma coisa: você não precisa viver para os outros. Se você quer ficar bonito/a não fique para os outros. Se quer sair para se divertir, não se divirta e tire fotos mostrando sua diversão para que os outros pensem que você está se divertindo. Divirta-se de fato, tire fotos para que VOCÊ registre essas memórias para VOCÊ lembrar delas no SEU futuro. A internet tem deixado algumas pessoas muito "exibidas". Muitas tentam provar para o mundo que tem a vida mais legal de todas. Existe o oposto de outras que só compartilham desgraças. Mas boa parte quer parecer ser algo que não é.

Quem não conhece uma pessoa de algum movimento social na internet que, quando está cara a cara, não faz nada daquilo que prega? E isso é péssimo. Primeiro pela falsidade e hipocrisia, segundo porque "fode com o rolê" daqueles que levam o movimento a sério. Porque essas pessoas estão preocupadas com likes e comentários do tipo "ah é isso ai, você é foda por postar isso".

Sei que as pessoas são livres para fazer quase tudo que desejam. E também sou livre para não concordar com essa cultura de vazio. Colocar uma máscara e se convencer de que ela é seu rosto real. Não consigo pensar em nenhum motivo para fazer algo assim. Será que esqueceram que é melhor sorrir de verdade do que apenas sorrir para foto? Um não precisa excluir o outro!

Não sou contra o uso da internet. Não mesmo! Eu acho incrível. Sou contra pessoas que se enganam. Isso não acontece só na internet. Isso acontece no bar, na padaria, no terapeuta, na escola, na praia, dentro de casa. A pessoa que leva a ilusão até a internet já se ilude no relacionamento ruim, se ilude na infelicidade do emprego, se ilude em ser como ela é. É uma verdadeira bola de neve que só aumenta e até que essa pessoa perceba que está vivendo nela, demora um tempo.

Com esse texto eu não quero criticar as pessoas nem dizer o que elas devem fazer. Quero que você que leu até aqui pense sobre as suas atitudes. Elas levam você a algo melhor? Levam a uma real felicidade? Ou você se ilude? Você está indo para balada para que suas "inimigas" pensem que você está ótima e quando chega em casa chora? Ou você está simplesmente sendo feliz? Você admite que passa o sábado vendo Netflix porque tem uma série do caralho que te viciou? Ou você só diz isso porque está com algum problema em sair de casa?

A mentira, ilusão, omissão não devem ser naturalizadas. O ruim não deve ser natural. Mesmo que isso faça parte do ser humano, não devemos cultivar a parte ruim. Como o preconceito por exemplo. Ele existe há milhões de anos e infelizmente existirá daqui mais milhões. Mas ele não deve ser visto como natural, como algo que precise existir. Muito menos deve ser cultivado. As mentiras que você conta a si mesmo não podem ser naturais nem cultivadas. Os seus sorrisos reais devem ser registrados sim! E quando não houver sorrisos tudo bem. Ser forte também é admitir tristeza. Iludir é fugir de uma realidade que você pensa não suportar, mas na verdade suporta.