31 de jul de 2016

A verdade que você ignora


-É difícil!

-O que?

-Viver ué. Tudo é difícil.

-E quem disse que seria fácil?

-Rá, rá! Essa é boa hein. Bem original.

-Mas você tá falando de que especificamente?

-Eu to falando de tudo mesmo. Um casamento é difícil. Emprego, amizade, família, festas, escrever para internet, viajar, ser quem você realmente é. Tudo é difícil. Porque envolvem pessoas e elas geram conflitos entre si.

-É porque nós somos diferentes, com opiniões diferentes, tudo isso pode ou não levar a conflito. Quando estamos cercados de pessoas mais parecidas conosco as divergências são menores.

-Tem razão. Mas é que às vezes parece que não tem saída. Ou porque sinto como se estivesse numa prisão do passado ou porque não quero aceitar a verdade que está na minha cara ou os dois.

-Explica isso melhor do passado.

-Por exemplo gostar de alguém pelo o que esse alguém foi no passado. No passado era maneiro, gente boa e me dava bem. Agora toma várias atitudes de gente sem noção. Não é uma boa pessoa, mas foi.

-Entendi. Realmente isso acontece. Esses relacionamentos onde não existe mais amor, mas as pessoas continuam porque um dia existiu são um bom exemplo, além de comum.

-Sim, é isso!

-E a parte da verdade?

-A verdade é justamente saber que lembro do passado e por isso nego o presente.

-As pessoas mudam. Por isso é difícil entender essa relação atual com duas pessoas que mudaram, uma para melhor e outra não. Pode acontecer de só um mudar também e só isso já mexer com a relação toda. Por exemplo uma menina que gosta de ir para a balada e depois de um tempo deixa de gostar, mas todas as amigas delas gostam. Ninguém está errado, ninguém está certo. Mas essas não são mais o tipo de companhias que essa garota vai querer. Não tem mais lada a ver com ela. E isso não é errado, é só mudar, crescer, evoluir e buscar pessoas com as quais se identifica.

-Mas você concorda que isso não é fácil, né?

-Não mesmo. Mas é possível e da pra fazer.

-E o pior é que não tem como fugir disso. Nunca vamos conseguir ter 100% de afinidade com alguém. Nem agradar totalmente, nem ter o que esperamos dos outros. É sempre um mergulho de cabeça sem saber se tem pedra embaixo d'água ou não.

-Pois é essa a aventura da vida! Nos arriscarmos sem medo e de todo coração. Quem espera algo dos outros é tolo. Quem espera perfeição seja no casamento ou no emprego é tolo. Sempre haverá riscos. Esses podem ser evitados ficando a vida toda trancado em um quartinho sem contato com ninguém até morrer. Ou podemos correr os tais riscos e ver no que dá.

-Acho que eu não venho tentando me arriscar. Ando com medo de tantas vezes que bati a cabeça na pedra.

-Então posso dizer que todos os seus problemas estão entre as suas duas suposições. Viver de passado e ignorar a verdade. Você não se permite viver um presente melhor e acaba se cercando do que não quer porque está preso num passado um pouco melhor. Você também não se permite um futuro promissor porque está preso ao passado que deu errado. Com isso fica estagnado e achando tudo "difícil demais".

-E a verdade?

-Você sabe a verdade do que sente, pensa e o que deve fazer, mas ainda sim quer que outra pessoa o diga.