6 de mai de 2016

O segredo da vida


Já ouvi tantos conselhos, alguns até se contradizem. Não sigo a maioria e os que sigo não são de propósito. Tem tanta gente tentando adivinhar o modo certo de viver, o modo certo de amar, o modo certo de ser feliz. Eu não sou a única que já percebeu que esse "certo" não está existe.

As mulheres dizem que todos os homens são iguais, que não se pode confiar em um cara, que isso, isso, isso e aquilo. Essas que são tão espertas são as que mais quebram a cara. Quando a gente busca um amor a gente não busca o certo. Buscamos o que nos faz bem, correto? Obviamente temos que ter cuidado, o mundo é perigoso e não devemos nos humilhar. Mas isso não vale só de mulher para homem. Isso é pra todos! Temos que ter cautelas em relacionamento entre p-e-s-s-o-a-s. E ainda sim saber que algo nesse relacionamento pode não funcionar.

Felizmente tenho um ouvido bom pra escutar apenas o que realmente me serve. Tudo que é descartável, eu jogo fora imediatamente. Seria impossível viver medindo todos os meus passos. Não coma demais, não fale demais, faça, faça, faça, faça. Desculpe-me, não farei. Eu vou sentir raiva mesmo que as pessoas condenem esse sentimento. Eu vou ficar triste e chorar em qualquer lugar que me der vontade mesmo que as pessoas olhem e deduzam um porquê totalmente errado. Eu vou ficar por ficar com alguém que queira ficar por ficar. Eu vou me apaixonar loucamente sem poupar o coração. Porque nada disso faz mal. Experimentar as sensações e os sentimentos não é errado.

Volto a falar de homens porque sempre ouvi a frase "você não pode se entregar totalmente, tem que ir aos poucos". Por que? Virei água potável num mundo pós apocalíptico? Tem que beber um gole a cada semana pra acabar devagar? Não quero pensar em acabar. Não tenho que pensar nas coisas erradas que eu não posso fazer pra evitar que acabe. Eu só tenho que ser eu, fazendo o que eu tenho vontade com alguém que eu queira e que seja recíproco. A culpa não terá sido minha se eu me "entreguei" num relacionamento e o cara sumiu. A culpa é dele e quem perdeu também foi ele.

De tanto insistirem que existe um jeito certo de viver, no qual eu não magoo a mim nem a ninguém e tudo é perfeito, eu comecei a  buscar esse jeito. Mas eu logo percebi que ele não existe. Tem gente que acha que nunca vai conseguir sair de casa porque não vive sem a mãe. E tem gente louca pra viajar pelo mundo bem longe dos pais. Dois jeitos diferentes de viver, não um certo e outro errado.

Sempre terão problemas na nossa vida e isso não precisa ser um problema. Terá algo que te incomoda e que você pode odiar, mas isso não precisa ser o fim do mundo. Às vezes você vai querer ser outra pessoa, mas passa. A graça está em aproveitar tudo. Não tem como ser 100% bom, embora esse seja um sonho mundial. Temos que parar de tentar achar o jeito correto de viver, educar os filhos, falar, namorar e tudo o mais. Esse jeito padrão e único não existe. O Segredo da vida é segredo. "Segredo entre dois só se um estiver morto." Então vai viver! Vai viver sem fazer mal a ninguém e tentar ser feliz do SEU jeito certo.