11 de mar de 2016

Medo eu não te escuto mais

Ainda bem que a gente cresce e aprende mais sobre a vida. É difícil lembrar de alguns episódios e admiti-los dá uma certa vergonha. Mas o meu passado faz parte de mim e me fez ser quem sou agora, por isso não posso querer apagá-lo. Daqui alguns anos eu posso não me identificar com nada do que eu sou agora enquanto escrevo.

Pensando mais a fundo sobre isso consegui entender que essa "vergonha" em admitir o passado vem do medo de ser julgada. E é claro que ser julgada pelas pessoas é ruim, mas que crime eu cometi? O que tem de errado se a banda que eu gostava cantava músicas sem letra? Que crime é gostar de um garoto babaca? Qual problema em ter dezenove e usar uma mochila da Hello Kitty? (Estava na sessão de adultos!)

Sei que muita gente é julgada de maneira cruel e os preconceitos são infinitos. Entretanto, nós temos que ser fortes. As pessoas que julgam, que criticam tudo e só cospem coisas ruins estão erradas, mas dar importância a elas também é errado. Por que uma pessoa que eu nem conheço pode por a prova toda a minha maturidade atual por algo que eu gostava há anos? Por que uma pessoa que me conhece e gosta de mim me julga? 

Tem algo que eu demorei pra perceber e que ainda tenho dificuldade em por em prática: "nós temos que nos importar com quem se importa com a gente" foi um pensador que eu admiro muito quem disse essa frase. E isso faz com que a gente repense quem são as pessoas que se importam com a gente de fato. E faz com que a opinião de muita gente não valha nada.

É óbvio que os juízes de carteirinha não vão morrer (pelo menos não todos ao mesmo tempo) mas eles são infelizes e esse castigo é ruim o suficiente. E nós? Eu e você, você e eu que tínhamos correntes impostas por nós mesmos pra nos proteger deles, agora podemos tirá-las e jogar fora. Talvez falte neles a coragem que temos. Ser quem você é sem pudores é ser livre pra se transformar na melhor versão de si mesmo.

PS: Quero deixar claro que o texto fala sobre julgamentos mais ""bobos"". Se você está sofrendo uma situação séria com alguém vale a pena pedir ajuda pra uma pessoa que você confie ou até a polícia!